sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Uma vida Um sentido

Uma vida um sentido

Como Descobrir o sentido da vida?

Sentido. Uma palavra que possuí tantos significados, seria difícil expressar todos eles num único texto, mas para mim ela antecede quase tudo. Isso porque antes de tomar qualquer decisão eu medito sobre o sentido, ou o motivo de tal ação, caso eu não consiga compreender não faço nada! Saber o sentido, ou o motivo, é a primeira coisa que me faz tomar uma decisão e sem isso eu não consigo pensar no por que de tomar uma iniciativa. Sou um homem racional que sente um desejo imenso de compreender o verdadeiro motivo, o real sentido das coisas e dos acontecimentos que me cercam, por isso falar sobre esse tema é uma das coisas mais importantes que já fiz aqui no blog.


Antes de me entregar completamente ao chamado de Jesus e recomeçar minha vida a partir dele eu não pensava tanto assim, as coisas simplesmente iam acontecendo e eu não prestava atenção em quase nada, até que em uma época me vi cercado pela depressão e essas perguntas fervilharam a minha mente, nesta época eu estava ainda em crise, meus pensamentos e os pensamentos de Deus ocupavam o mesmo lugar. Eu queria continuar do jeito que estava, Deus queria me ressuscitar para Ele e enquanto travávamos essa briga eu me questionava no motivo de minha própria existência, afinal, para que estamos aqui? A resposta não veio fácil, muitas coisas ruins aconteceram para me confundir, para que eu nunca descobrisse o motivo de ser criado e pior ainda de ser chamado por Deus para alguma coisa. Um dia, tempos antes de me entregar completamente a Jesus ganhei da minha mãe a minha primeira bíblia de estudos e nos poucos dias que comecei a ler a minha mente se abriu como nunca! Cheguei a evangelizar antes mesmo de voltar à igreja. A sensação de ter descoberto algo que faltava nas pessoas revelou em mim o desejo desesperado de levar conhecimento a elas de uma forma tão profunda que eu lembro de imprimir estudos e leva-los ao meu emprego para distribui-los, eu os digitava copiando exatamente como estavam na bíblia e debatíamos sobre os assuntos abordados. Eu já era um evangelista antes de me batizar e passar pela confissão de fé!
Vejo hoje que muitas pessoas ainda não encontraram um sentido, ou seja, elas existem, mas não exatamente para alguma coisa que envolva algum plano maior do que trabalhar descansar e novamente trabalhar. Algumas pessoas não sabem que estão aqui por uma razão e não digo isso a todas as pessoas, isso é sobre pessoas que foram chamadas, pessoas que viviam qualquer coisa e foram alcançadas pela graça de Jesus, trazendo-as para uma nova vida, tornando-as parte de alguma coisa. Se todas as coisas foram criadas por Deus, e cada uma delas existe para um propósito específico seria impossível Deus criar o homem e após a queda chamá-lo apenas para existir e aproveitar a vida boa que ele nos dá. Este tipo de pensamento não faz parte da lógica de todas as coisas criadas por Deus! Tudo existe para algum motivo e isso inclui eu e você! Mas, antes de sermos chamados não tínhamos utilidade alguma para Ele e dentre todos ele nos chamou.

Ao longo de todo o evangelho Jesus nos dá provas de que fomos chamados para algum propósito quase que específico. Somos chamados para perdoar, para amar, para ser luz, sal e vida. Todos os apóstolos mostram com suas vidas que foram chamados para fazer alguma coisa aqui na Terra antes de serem chamados para viver no céu e de forma ampla Jesus chamou todos os seus discípulos para espalharem as palavras de salvação ditas pelo próprio Deus através da vida, morte e ressurreição em Jesus, quando não dito em palavras foi deixado claro em ações, todos os personagens da bíblia existiram para alguma coisa que eles só descobriram após um relacionamento real com Deus. O mesmo se aplicou aos reformadores, que se entregaram para que a ideia de conhecer a verdadeira palavra de Deus fosse posta em prática, sem eles nós ainda estaríamos reféns de idiotices que supostamente fariam a ligação entre Deus e o homem, hoje somos livres porque pessoas se prenderam a um propósito e cumpriram até o fim. Mas será que Deus escolheu para si apenas alguns heróis e chamou outros para serem espectadores? Será que a história é uma grande novela e nós apenas usamos dela para nos enchermos dia após dia de alguma coisa que se pareça o máximo com religiosidade? Ou somos nós que não percebemos ser chamados para continuar o que começaram? Eu acredito que você foi chamado para realizar uma tarefa, mas de uma forma única e especial que será revelado apenas por Deus, é um tipo de relacionamento que envolve apenas quatro pessoas, a trindade e você. Mas, como descobrir isso? Como chegar ao conhecimento de que Deus nos escolhe para alguma coisa? Creio que descobrir o próprio sentido seja o que divide águas entre ser um espectador e ser um cristão, e quando descobrimos isso nosso espírito se conecta de forma tão grande ao Espírito de Deus que tudo que anteriormente desejávamos fica para trás, é isso que faz com que o homem comum abandone os seus sonhos e busque os de Deus e para compreendermos como isso pode acontecer comigo e com você eu vou usar Moisés como exemplo! Existem fatos muito importantes sobre Moisés que mostram que ele havia sido escolhido para libertar o povo do Egito muito antes de ver Deus e receber sua missão, observe:

Nascido no meio do furacão
Um homem da linhagem de Levi casou-se com uma descendente de Levi. A mulher engravidou e deu à luz um filho. Vendo que era bonito, escondeu-o durante três meses. (Êxodo 2.1-2 – A. Sec. 21)

Moisés nasceu numa época extremamente complicada para o povo de Deus que começara a ser perseguido pelo faraó quando desconfiou do crescimento do povo no meio do Egito. O plano aqui era o pior possível, ele havia ordenado às parteiras que ao ajudarem as mulheres hebreias no parto matassem os meninos e deixassem apenas as meninas vivas, o salvador do povo do Egito nasceu quando não era permitido nascer! Coincidência? Talvez não. Após nascer ele foi escondido durante três meses e quando não era possível esconder foi colocado às margens de um rio para que de lá sua mãe cuidasse dele e com todo o perigo possível Deus fez com que ele fosse encontrado pela única pessoa em todo o Egito que podia sem medo ter um menino recém-nascido no colo. A filha do faraó. A irmã de Moisés assistia de longe o que acontecia…

Então a irmã do menino se aproximou e perguntou à princesa: “A senhora quer que eu chame uma mulher hebreia para amamentar o bebê?”. “Quero”, respondeu a princesa. A moça foi e chamou a mãe do bebê. A princesa disse à mãe do bebê: “Leve este menino e amamente-o para mim. Eu pagarei por sua ajuda”. A mulher levou o bebê para casa e o amamentou. Quando o menino cresceu, ela o levou de volta à filha do faraó, que o adotou como seu próprio filho. A princesa o chamou Moisés, pois disse: “Eu o tirei da água”.” (Êxodo 2.7-10 – NVT)

Não existe nenhuma coincidência aqui, é Deus realmente cuidando de Moisés por ser ele o escolhido para libertar o povo do Egito! O filho que nascera em época de morte recebeu misericórdia do povo que caçava todos os meninos, foi colocado sob o cuidado da própria mãe e ainda recebera para isso, ou seja, a filha de faraó pagou para que a própria mãe cuidasse de Moisés! Isso não é coincidência, é um plano muito bem elaborado. Assim como não existem coincidências na vida de quem foi chamado por Deus, o que acontece é realmente Ele modificando nossa linha do tempo, ajustando as coisas e nos mostrando para que fomos chamados. Coisas que talvez esquecemos mostra para que fomos chamados, por exemplo: por muitos anos eu esqueci que durante a minha infância era comum sair com minha mãe e outros membros de uma igreja evangelizando pelas ruas da cidade onde morava, esqueci também da cura que recebi após ser diagnosticado com sopro no coração e de algumas vezes onde ficar vivo foi um milagre. Não foram apenas coincidências, Deus estava me guardando, me preparando para alguma coisa que ele mesmo me mostraria no futuro. Em muitas das minhas memórias, as vezes esquecidas, eu estava fazendo alguma coisa que me leva ao que faço hoje! E isso faz com que eu perceba o quanto Deus me preparou para o que eu faço ou quem sabe para o que ele vai continuar fazendo a partir de mim.

Uma vida um sentido

Quer conhecer melhor sobre o que Deus espera de você? Sobre como ele vai usar sua vida e sobre o que você significa em tudo que ele criou? Pare apenas para refletir em onde você esteve esses anos todos, quais problemas o cercou sempre. Muitas pessoas são chamadas no calor de um problema para justamente num futuro ser a solução para outras pessoas que passam pelo mesmo. Moisés nasceu numa época em que o povo começara a ser perseguido, sobreviveu de forma milagrosa e foi criado pela casa do próprio faraó para que no momento certo libertasse todo o povo de Deus, os tirando da escravidão e os levando ao conhecimento e revelação de Deus, não apenas isso, mas mostrando à sua geração que Deus estava sempre observando e desejava um lugar melhor. Isso é um sentido, é um motivo para viver e é o que muitas pessoas precisam hoje! Talvez você precise ou se já descobriu talvez seja a partir de você que outras pessoas descobrirão!

Eu consigo após esta breve reflexão compreender o motivo de vários heróis bíblicos. Davi, Salomão, Daniel, Samuel, Paulo, Pedro, todos estavam incluídos em alguma situação onde eles mesmos representavam a solução a curto, médio ou longo prazo. Compreendendo isso eles seguiram confiantes daquilo que Deus havia preparado, seguro de que nada podia impedir o que havia entre eles e Deus. Talvez esta seja a maior descoberta do homem moderno, saber que Deus o criou, chamou e o preparou para algo que só será revelado entre ele e Deus. Algo pelo qual daremos nossa vida, algo pelo qual poderemos enxergar um fim com final feliz, muito além dos imensos recomeços que a vida longe de Deus nos dá. Só faz sentido se tiver começo, meio e fim.

Descubra o que Ele preparou para você! Perca horas pensando em tudo que já aconteceu em sua vida, lembre-se de todas as coincidências e comesse chamá-las de milagres pois elas revelam um pouco sobre o seu verdadeiro sentido, sua razão de viver. Afinal de contas nem a mais simples folha de uma árvore qualquer foi criada para o nada, ela serve de várias formas a um propósito específico, por que haveria de ser diferente com você? Filho (a) de um Deus que criou tanto a folha quanto a árvore? Quando descobrir pelo que viver, não hesite em desistir de tudo que quer atrasar a realização de sua vida e não se esqueça, o cumprimento do seu sentido faz com que você esteja dia a dia preparado para o final feliz, uma eternidade ao lado de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Em amor, amém!


Pois fomos feitos por ele, criados em Cristo Jesus para as boas obras, previamente preparadas por Deus para que andássemos nelas”. (Efésios 2.10 – A. Sec. 21)

Ratings and Recommendations by outbrain