sábado, 2 de setembro de 2017

Perseguição religiosa no Brasil


Muito se fala em perseguição religiosa em locais remotos na Terra, como África, Oriente Médio, China entre outros mostrando o terror e o drama de ser cristão dentro de um local completamente hostil para o crescimento da mensagem de Cristo. É muito certo que tudo isso é verdade e que ser cristão em um local assim é mais do que um simples desafio de acordar cedo para assistir à EBD e é muito interessante que nestes locais, por mais difícil que seja, o número de convertidos tem crescido cada vez mais.
Mas, ignorar o fato de que hoje no Brasil existe um movimento que se pode denominar perseguição tem sido uma pequena falha que faz com que ser cristão seja visto como uma coisa simples, fácil e quase casual. Nosso retrato referente ao que se chama cristianismo não tem sido menos dramático do que a maioria destes locais. Bem ao contrário, já que os planos para acabar com a igreja no Brasil tem se tornado um plano muito bem arquitetado e me parece que uma estratégia muito mais útil do que sair por aí cortando, queimando e destruindo pessoas que são cristãs.


Para este pensamento nós precisamos definir o que de fato é perseguição e quais as intenções de uma perseguição religiosa. Citarei apenas três textos bíblicos sobre o assunto antes de continuar.

Bem aventurados sois, quando vos insultarem, perseguirem e mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, pois a vossa recompensa no céu é grande. porque assim perseguiram os profetas que viveram antes de vós”. (Mateus 5.11-12 - A. Sec. 21)

Eu vos envio como ovelhas no meio de lobos; portanto, sede astutos como as serpentes e sem malícia como as pombas. Cuidado com os homens, pois eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas; e por minha causa sereis levados à presença de governadores e reis, para que deis testemunho, a eles e aos gentios.” (Mateus 10.16-18 - A. Sec. 21)

Tu [Timóteo], porém, tens observado a minha doutrina, procedimento, intenção, fé, paciência, amor, perseverança, minhas perseguições e aflições, que sofri em Antioquia, Icônio e Listra. Quantas perseguições suportei! E o Senhor me livrou de todas! Na verdade, todos os que querem viver uma vida piedosa em Cristo Jesus sofrerão perseguições”. (2 Timóteo 2.10-12 - A. Sec. 21)

A forma mais simples de entender o que é perseguição é compreendendo que se estamos no mundo como ovelhas em meio a lobos é natural que haja uma luta constante entre nós e o mundo. Esta luta tem sido constantemente mostrada como uma guerra mesmo, sangue, tiros e etc. Mas no fundo é uma guerra intelectual/espiritual com consequências trágicas e naturais uma vez que enquanto o Reino de Deus cresce de forma assustadora o reino de satanás tem sido bombardeado e já é declarado desde a criação como derrotado o que consequentemente faz com que ele trabalhe de forma cruel contra o movimento da verdade. Ou seja, onde o evangelho estiver vencendo satanás será ainda pior na luta para reconquistar os seus.
Notícias se espalham, e algumas falsas, na internet sobre cristãos mortos das mais diversas formas. A ponto de algumas pessoas verem apenas estes locais como foco de perseguição e violência, porém, o que não percebemos é que uma forte onda de perseguição tomou conta do nosso país a fim de cumprir o mesmo objetivo cumprido em outros locais. Se no oriente médio matam cristãos fazendo com que eles passem desta vida para a glória, no Brasil nós temos um movimento de enfraquecimento e desistência do evangelho. Sem sangue derramado, porém, com poder destruidor ainda pior. O que cumpre de forma muito melhor o que se espera de uma perseguição religiosa.

Diferente do que se pensa, uma perseguição não tem como principal objetivo matar pessoas, isso é feito para que o real objetivo seja alcançado. Matam uns para que os outros desistam de continuar seguindo Jesus. Neste exemplo clássico mais utilizado vemos pessoas usando o medo para parar o crescimento do evangelho, mas este método não tem sido o melhor e mais proveitoso, temos no Brasil um novo modelo de perseguição. Como dito acima, sem sangue e dor somos incentivados diariamente a desistir do evangelho e por mais incrível que pareça a TV aberta ainda é a maior aliada da perseguição religiosa no Brasil. Incrível porque as pessoas ainda consomem mídia gratuita no Brasil, uma vez que ela é responsável por mudar conceitos importantes e implementar ideias um tanto idiotas em seus usuários, o mais estranho é que ela não é mais a única opção que temos.
Existem pelo menos duas maneiras diferentes de perseguição religiosa no Brasil, nenhuma delas derrama sangue, mas cumpre bem o objetivo de afastar pessoas de Jesus ou atrasar o crescimento do evangelho por aqui.

1 - Perseguição intelectual
Um movimento crescente no Brasil incentiva buscarmos ideias prontas ao invés de pesquisarmos desde o início. Isso faz com que o brasileiro pesquise menos, leia menos e assim fique dependente de uma única pessoa, geralmente o líder. Sem saber exatamente se o que ele está falando é ou não verdade o crente está sendo preparado cada vez mais para o próximo nível de perseguição e ainda sem conteúdo ele desconhece o que precisa fazer após receber o chamado de Cristo para a vida eterna. É comum ver pessoas passarem a vida inteira achando que o que precisam fazer é guardar a sua fé para não perder a salvação. Como na parábola de Jesus, eles enterram o que recebem e esperam Jesus voltar para entregar sem fazer com que isso renda nada ao Reino de Deus.
Dúvidas sobre? Estude: Mateus 25.14-30
Após sermos despertos para a salvação passamos a ter em mãos os tesouros do Reino de Deus e Ele nos dá para que façamos render ainda mais, sem compreender ou estudar o mínimo da palavra de Deus não saberemos nada sobre o que fazer ou como fazer e pior ainda, o que Deus espera que façamos. Este movimento que preza pelo não conhecimento faz com que o crente viva estacionado entre o momento que ouve o chamado e o que ele responde a este chamado, faz com que ele não experimente nada do que é realmente ser filho de Deus. Com isso aos poucos eles vão ficando pelo caminho. Pessoas que estão na igreja hoje podem voltar ao mundo em pouco tempo…

Este movimento é incentivado desde criança, aprendemos na escola pública (com ressalva a algumas escolas) que copiar é melhor do que criar. Não somos incentivados a usar nosso senso crítico para compreender as coisas e ficamos reféns de professores que quase nunca querem se expressar também. Feito isso na infância todo o caminho está pronto para criar cidadãos que absorvem mais do que questionam. Ótimo passo para criar um modelo de sociedade controlada e modificada em laboratório.

2 - Perseguição Social
Com um povo pronto para receber qualquer coisa como certa, verdadeira e boa o crente passa sérios problemas quando conhece a boa e perfeita vontade de Deus em todos os âmbitos de sua vida. Isso porque a sociedade atual se afasta cada vez mais daquilo que nós aprendemos dentro da Bíblia. Questões de cunho sexual são os mais debatidos, mas temos muitas outras questões em pauta sendo transformadas aos poucos no Brasil. Já não somos levados a amar as pessoas como Jesus ensina, agora somos obrigados a aceitar seus erros como certos e incluir eles no nosso meio social e em alguns casos somos obrigados a ser como tais. Outro fator social é a busca constante e desesperada pelo bem estar do ‘eu’, como o foco principal do homem comum é a busca pelo seu próprio prazer aos poucos vemos a ideia de conquistas humanas e temporárias invadindo nossos púlpitos e contaminando várias pessoas que anteriormente desejavam apenas a volta de Jesus.

Um evangelho usado para o consumo, para a conquista de coisas não vai mais parar para lembrar o que Jesus diz sobre isso. Assim aos poucos vamos esquecendo os planos de Deus. Sobre este acontecimento cultural Jesus continua ensinando:
Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘O que vamos comer? O que vamos beber? O que vamos vestir?’. Essas coisas ocupam o pensamento dos pagãos, mas seu Pai celestial já sabe do que vocês precisam. Busquem, em primeiro lugar, o reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão dadas ”. (Mateus 6.31-33 - NVT)

Importante lembrar que mudanças assim não são mera coincidência, são mudanças que moldam um padrão inteiro de cristianismo e leva propositalmente a algum lugar, em nosso caso leva ao afastamento da igreja e de cristo. Como resultado posso citar o fato de muitas pessoas saírem sentindo-se enganadas, desorientadas e muitas vezes magoadas porque “deus” não as ouviu ou não as deu as conquistas que tanto desejaram, fazendo com que algum progresso do reino de Deus fosse atrasado ou impedido, sabemos porém que nada pode impedir o que Deus já determinou e isso faz com que satanás tenha que usar artimanhas cada vez mais ousadas para que eu e você mudemos o nosso foco, abandonemos a nossa fé e assim busquemos as coisas do mundo.

O que esperar de um Brasil assim? Será que um dia seremos melhores? Creio que não, não enquanto Jesus não voltar e nos tirar desta terra estranha. Por enquanto o que podemos fazer e adorar ainda mais e glorificar ainda mais a Deus por ver todos os seus planos se cumprirem e notar ainda o quão próximo está a sua volta. O movimento que tenta afastar a igreja da verdade revela o quanto estamos pertos de Deus. Quanto mais relacionamento entre Deus e homem, mais seremos tentados a desistir, a mudar de ideia e abandonar nossa fé. Melhor mesmo é continuar nossa caminhada, pregando e ensinando, orando uns pelos outros e sendo luz no mundo para que enquanto perseguidos sermos distribuidores da graça divina para que em meio a uma guerra intelectual e social espelhamos o único caminho para uma vida melhor.

Enquanto pressionados, não desistamos da verdade de Deus. Não apenas isso, mas lutemos contra tais ataques!

Ratings and Recommendations by outbrain